Duas juízas assassinadas em Cabul

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques  com AP, AFP
Sangue derramado no atentado contra duas juízas afegãs
Sangue derramado no atentado contra duas juízas afegãs   -   Direitos de autor  AP Photo/Rahmat Gul

Duas juízas afegãs foram assassinadas este domingo de manhã em Cabul, capital do Afeganistão.

As magistradas trabalhavam para o Supremo Tribunal afegão e estariam a caminho do trabalho, numa viatura oficial, quando foram atacadas por homens armadas e baleadas.

Infelizmente, perdemos duas mulheres juízes neste ataque. O motorista ficou ferido.
Ahmad Fahim Qaweem
Porta-voz do Supremo Tribunal do Afeganistão

Este é mais um episódio de uma série de atentados ocorridos desde há alguns meses contra destacadas figuras do Afeganistão.

Os ataques têm-se sucedido ao mesmo tempo que decorrem negociações de paz entre o governo e os rebeldes talibã no Catar e também numa altura em que os Estados Unidos estão em processo de retirada militar da região, por decisão do Presidente cessante Donald Trump.

O ataque deste domingo não foi ainda reivindicado, mas o presidente afegão Ashraf Ghani responsabiliza as milícias afetas aos talibã, tendo o grupo rebelde rejeitado qualquer ligação a este assassinato.

Pelas redes sociais, o Ministério da Defesa afegão revelou ter matado no sábado 30 elementos dos talibã e ferido outros quatro na província de Kandahar, alegando que o grupo rebeldes estaria a preparar um ataque contra posições militares afegãs.

Alguns dos ataques ocorridos nos últimos tempos no Afeganistão têm sido reivindicados por milícias afetas ao grupo terrorista Estado Islâmico.