This content is not available in your region

Páscoa ortodoxa condicionada pela pandemia

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
Páscoa ortodoxa condicionada pela pandemia
Direitos de autor  Joe Bryksa/AP   -  

Este domingo é dia de Páscoa para os cristãos ortodoxos e, tal como aconteceu o ano passado, as celebrações estão condicionadas pela pandemia de covid-19. Em Istambul, a celebração liderada pelo patriarca Bartolomeu I, o líder espiritual da Igreja Ortodoxa, teve a participação limitada pelo confinamento em vigor na Turquia.

Na Grécia, as restrições para travar a progressão da covid-19 também afetaram as celebrações pascais. O distanciamento social era para ser cumprido religiosamente e, onde possível, as cerimónias deviam ter lugar fora de portas.

Na Rússia, a cerimónia presidida pelo patriarca Cirilo I na Catedral de Cristo Salvador contou com a presença do chefe de Estado, Vladimir Putin. Em comunicado, o Kremlin destacou o papel da igreja na manutenção da paz e harmonia no país.

A Páscoa ortodoxa celebra-se numa data diferente do catolicismo romano uma vez que a igreja ortodoxa se rege pelo calendário juliano.