This content is not available in your region

Amazónia emite mais C02 do que absorve

Access to the comments Comentários
De  euronews
Amazónia emite mais C02 do que absorve
Direitos de autor  euronews   -  

A Amazónia já emite mais dióxido de carbono do que absorve, segundo um estudo publicado na revista Nature Climate Change. Entre 2010 e 2019, a parte brasileira da floresta amazónica libertou 16,6 mil milhões de toneladas de dióxido de carbono, mas absorveu apenas 13,9 mil milhões de toneladas deste composto.

"Descobrimos que a floresta amazónica já não cresce mais. Os estoques de carbono na floresta estão a diminuir. Isso significa que a floresta já não nos protege. Mas o que é ainda pior é que a floresta contribui para o aumento da concentração de CO2. A Amazónia está a tornar-se uma fonte líquida, em vez de escoar o CO2. Portanto, enfrentar a crise climática será muito mais difícil", sublinha Jean-Pierre Wigneron, coautor do estudo. 

O estudo revelou ainda que a desflorestação quase quadruplicou em 2019 em relação aos dois anos anteriores. Passou de cerca de um milhão de hectares para 3,9 milhões, uma área quase equivalente à dos Países Baixos.