Adeptos ingleses chegam ao Porto sem "bolha de segurança"

Access to the comments Comentários
De  Filipa Soares
Adeptos ingleses chegam ao Porto sem "bolha de segurança"
Direitos de autor  Manu Fernandez/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

Quando foi anunciado que a final da Liga dos Campeões seria no Porto, o Governo português assegurou que os adeptos ingleses apenas viajariam para Portugal no dia do jogo e numa bolha de segurança, mas não foi o que aconteceu... Há dias que adeptos do Chelsea e do Manchester City passeiam pela cidade, a maioria sem máscaras.

"Chegámos na quarta-feira, de manhã cedo. Comprámos cervejas. Fomos diretos para o pub. Estamos prontos para o jogo", conta Shane Saunders, adepto do Chelsea.

"Estamos aqui há quase uma semana. Muito bom!", diz o adepto do Manchester City John Sapseid, que está no Porto com a mulher.

Os portuenses parecem divididos quanto à presença dos adeptos britânicos durante a pandemia.

"Parece-me que o Governo está a ser muito manso com os britânicos, porque eles não têm cuidado nenhum", afirma Sissa Reis, que se mostra preocupada com o facto de "não virem de máscaras, não desinfetarem as mãos, de trazerem a doença, a Covid".

José Pinto considera que a chegada dos adeptos britânicos é boa para a cidade. "Gosto de os ver chegar e de os ver partir desde que lhes deem a segurança indispensável para que eles andem de máscara, para que eles sejam controlados no aeroporto. Podem vir à vontade!", sublinha.

A maior parte dos adeptos ingleses que encontrámos nas ruas do Porto não tinha bilhetes para a final. É o caso de Vivian Sapseid, adepta do Manchester City, que ainda não sabe onde vai ver o jogo: "Provavelmente num bar ou na fan zone".

"Há duas semanas, as autoridades portuguesas foram incapazes de prevenir a concentração de milhares de adeptos do Sporting, que festejavam a vitória no campeonato, nas ruas de Lisboa. Agora, a capital portuguesa debate-se com um aumento do número de infeções. Os habitantes do Porto esperam que a história não se repita nesta final da Liga dos Campeões", conclui a correspondente da Euronews em Portugal, Filipa Soares.