This content is not available in your region

ONU cria Década do Oceano para aumentar conhecimento da vida marinha

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
Vida marinha
Vida marinha   -   Direitos de autor  Guillermo Arias/AP2011   -  

Os oceanos cobrem mais de dois terços do planeta, ainda assim temos um conhecimento bastante reduzido das profundezas do mar. Para inverter a situação e colocar todos os países no mesmo barco, a Organização das Nações Unidas deu início à Década das Ciências Oceânicas para o Desenvolvimento Sustentável, que promete "criar o oceano que queremos" até 2030.

Na hora de lançar a iniciativa, António Guterres disse ser "tempo de uma revolução na ciência dos oceanos". De acordo com o Secretário-geral da ONU, "a Década das Ciências Oceânicas para o Desenvolvimento Sustentável será uma década inclusiva, incorporando conhecimentos especializados a todos os níveis, incluindo conhecimentos indígenas vitais".

A preocupação passa por Portugal, que irá organizar em conjunto com o Quénia a segunda Conferência dos Oceanos em junho de 2022. Prevista para o ano passado, foi adiada em função da pandemia e tem por objetivo encontrar soluções para os problemas que ameaçam a vida marinha.