Cuba suspende taxas aduaneiras

Access to the comments Comentários
De  Teresa Bizarro  com Agências
Passageiros sem restrições para levar bens essenciais na bagagem
Passageiros sem restrições para levar bens essenciais na bagagem   -   Direitos de autor  YAMIL LAGE/AFP

A braços com uma crise económica grave, Cuba vai levantar as restrições às importações privadas de bens essenciais. Quer isto dizer que, a partir de segunda-feira, todos os que viajem até território cubano, mesmo em turismo, podem levar comida e medicamentos na bagagem.

O anúncio foi feito pelo primeiro-Ministro: "autorizar, a título excepcional e temporário, a importação pelos passageiros, nas suas bag agens, de alimentos, produtos de higiene e medicamentos, sem limite de valor e sem direitos aduaneiros," afirmou Manuel Marrero numa comunicação ao país.

A medida vai estar em vigor até pelo menos 31 de dezembro. Desconhece-se o impacto imediato que pode ter na sociedade cubana uma vez que os voos internacionais foram re duzidos devido à pandemia.

O governo de Havana tenta desta forma aliviar a pressão da maior crise económica e política das últimas décadas. Desde domingo, vários protestos quebraram a habitual unanimidade pública. Manifestações contra a escassez de alimentos e bens essenciais.