This content is not available in your region

Taiwan teme uma invasão da China até 2025

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Taiwan teme uma invasão da China até 2025
Direitos de autor  AP Photo   -  

Taiwan diz temer uma invasão da China. Perante a escalada de tensão com Pequim, acentuada pela entrada de mais de 150 aviões militares chineses no espaço aéreo do território, o ministro taiwanês da Defesa diz que, ao longo das últimas quatro décadas, as relações com o governo chinês nunca estiveram tão más, receando um cenário difícil para a ilha.

"Não queremos levar a cabo quaisquer ações provocatórias, mas, se os irritamos, é como irritar uma pessoa. Uma pessoa agarra tudo o que está à mão quando está irritada. Portanto, de acordo com os nossos cálculos, em 2025 eles a capacidade militar [necessária])", afirmou Chiu Kuo-Cheng.

Um dos fatores a ter em conta por Pequim, numa possível operação militar, é a intervenção dos Estados Unidos da América a favor de Taiwan.

Aos jornalistas, Joe Biden revelou ter já falado como o homólogo chinês e chegado a acordo.

"Concordámos em respeitar o acordo de Taiwan. Somos assim e deixámos claro que não ele não deverá fazer outra coisa que não cumprir o acordo", disse Biden.

Entretanto, esta quarta-feira, chegou a Taiwan um grupo de senadores franceses, para uma visita de cinco dias. Contra advertências da China, a comitiva vai encontrar-se com altas patentes do regime na ilha, para a qual França já vendeu armas.