This content is not available in your region

Greta antecipa fiasco na COP26 e Boris diz "blá blá blá"

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
Greta Thunberg e Boris Johnson em Glasgow
Greta Thunberg e Boris Johnson em Glasgow   -   Direitos de autor  Andrew Milligan/PA//Steve Reigate/Pool Photo via AP   -  

A Conferência das Partes das Nações Unidas para debater as alterações climáticas está condenada ao fracasso, antecipou a ativista sueca Greta Thunberg num protesto de rua junto ao local desta COP26, onde, embora não tenha sido desta feita uma das oradoras diante dos líderes mundiais, foi citada por um dos principais intervenientes.

O primeiro-ministro Boris Johnson, anfitrião da cimeira, alertou para a urgência da luta contra o aquecimento global e, perto do fim do seu discurso, citou uma recente expressão de Greta quando afirmou que "palavras sem ação são inúteis e nada mais do que 'blá blá blá'".

O apelo do líder britânico por mais ação contra as alterações climáticas chocou com a notícia de que após a participação nesta COP26 iria regressar a Londres, não numa viagem ecológica de quatro horas e meia de comboio, mas de avião, um dos mais poluentes meios de transporte da atualidade.

O porta-voz de Boris Johnson tentou desdramatizar o contrassenso, garantindo que o avião fretado pelo primeiro-ministro britânico funciona parcialmente com combustível para aviação sustentável e emite cerca de metade da poluição das tradicionais aeronaves.

O jornal Guardian salienta que ainda assim o voo de Boris Johnson vai provocar mais emissões poluentes do que uma normal viagem de comboio entre Glasgow e Londres.

Em destaque nos protestos que se fazem ouvir à porta da cimeira, Greta Thunberg não poupou uma vez mais os políticos que acusa de incoerência.

Dentro da COP, estão apenas políticos e pessoas no poder a fingir levar a sério o nosso futuro, a fingir levar a sério o presente de pessoas já a sofrer hoje em dia com a crise climática. <br><br>A mudança não vai sair dali de dentro. Aquilo não é liderança. Isto é liderança. Isto é o que a liderança deve ser
Greta Thunberg
Ecologista

Noite de jantar de gala

A conferência pelo clima promovida pelas Nações Unidas tem também um lado informal. Um autocarro de dois andares totalmente elétrico transportou os participantes para um jantar de gala oferecido em Glasgow pela família real britânica e serviu também para enviar mais uma mensagem simbólica dos líderes mundiais presentes nesta COP26.

Após um dia repleto de alertas para o urgente combate contra o aquecimento global, os participantes na cimeira foram recebidos na gala oferecida pela família real.

A Rainha Isabel segunda não pôde estar presente por conselho médico, mas não deixou de expressar a opinião sobre o estado do planeta.

Numa mensagem gravada em vídeo, a monarca disse ter sentido "conforto e inspiração" pelo "incansável entusiasmo de pessoas de todas as idades, em particular dos jovens, no apelo para que toda a gente assuma responsabilidade" e apelou aos líderes para ultrapassarem os diferendos políticos e trabalharem juntos pelo planeta.

"Nos próximos dias, o mundo tem a oportunidade de se juntar num objetivo partilhado de criar um futuro mais seguro e sustentável para o nosso povo e para o planeta de que todos nós dependemos", afirmou a Rainha Isabel II.

Resta saber se a mensagem da monarca, assim como a insistência de Greta Thunberg, vai revelar-se eficaz junto dos líderes mundiais que tentam chegar a um acordo que permita manter vivo a ambição de Paris de limitar a 1,5°C o aquecimento global até 2050 face aos níveis pré-industriais, numa altura em que as estimativas apontam para essa fasquia ser alcançada muito em breve.