This content is not available in your region

Volodymyr Zelensky quer conversar com Vladimir Putin

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Volodymyr Zelensky quer conversar com Vladimir Putin
Direitos de autor  Efrem Lukatsky/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved   -  

Com a tensão a escalar diariamente entre a Ucrânia e a Rússia, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenksy, apela a "conversações diretas" com Moscovo para pôr fim à guerra com os separatistas no leste do país, que dura há oito anos.

Zelensky disse no parlamento: "Temos de dizer a verdade, que não conseguiremos pôr fim à guerra sem conversações diretas com a Rússia. Temos de falar, temos de falar sabendo que temos um exército forte e poderoso".

Moscovo acusa Kiev de reunir dezenas de milhares de tropas no leste e estar a fazer escalar o conflito.

A porta-voz o ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Maria Zakharova, afirmou: "As Forças Armadas da Ucrânia estão a reforçar a sua força militar, a reunir equipamento pesado e pessoal. De acordo com alguns relatórios, o número de tropas ucranianas na zona de conflito já atingiu 125.000 efetivos".

O Secretário-Geral da NATO, Jens Stoltenberg, e o chefe da diplomacia dos EUA, Antony Blinken, têm vindo a avisar Moscovo que qualquer "agressão" contra Kiev terá "consequências graves". Face ao evoluir da situação Stoltenberg diz agora que a NATO deve "preparar-se para o pior".

Blinken irá encontrar-se com o seu homólogo russo, Sergei Lavrov, em Estocolmo, na quinta-feira. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, que pediu conversações diretas com Moscovo, afirmou também: "Não tenho medo de uma conversa direta com "o Presidente russo, Vladimir Putin".