This content is not available in your region

Queda da lira turca afeta noroeste da Síria

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Queda da lira turca afeta noroeste da Síria
Direitos de autor  أ ب

O colapso da lira na Turquia tem impacto além fronteiras. 

O noroeste da Síria, sob controlo rebelde, adoptou a moeda turca em junho de 2020, em detrimento da moeda síria, fortemente desvalorizada por uma década de conflito. 

O objetivo era tentar recuperar a economia regional, também devastada. Mas, desde então, a lira turca perdeu 45 por cento do valor, uma grande parte só no último mês.

Mustafa Abu-Emad, residente de Idlib:"Estávamos otimistas de que a lira turca seria melhor do que a moeda síria, porque era estável, enquanto na Síria havia muitas flutuações. Mas desde que adotámos a moeda turca até agora, não beneficiámos realmente. A moeda turca não é estável atualmente e há um impacto negativo nas nossas vidas e comércios, há uma grande estagnação na região."

Segundo a ONU, 97 por cento da população local vive numa situação de pobreza extrema. 

Os preços que disparam face à desvalorização da moeda são, assim, particulamente problemáticos.

Abd Alrazik Al-Ali, comerciante:"Sentimo-nos confusos... Como devemos reagir e vender? Precisamos de contratar uma pessoa só para pôr os preços, ajustá-los e substitui-los. E o cliente pensa que nos estamos a aproveitar da queda da moeda e não percebe que é a taxa de câmbio entre o dólar e a lira turca que provoca isto."

Apesar dos mercados sírios venderem essencialmente bens turcos, o dólar é a moeda de referência para as importações e isso contribui para a estagnação, segundo os analistas.

Mohamad Al-Bakour, professor de economia:"Podemos fixar os pagamentos durante a crise em dólares, por exemplo, avaliando em dólares e pagando o equivalente em liras turcas nas transações simples nos mercados."

Mas, pelo menos até ser implementada, uma solução económica teórica não beneficia a população no terreno, desesperada por um mínimo de estabilidade, que lhe permita responder às necessidades básicas.