This content is not available in your region

Talibãs desmentem ter libertado bombista do aeroporto de Cabul

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Talibãs desmentem ter libertado bombista do aeroporto de Cabul
Direitos de autor  Rahmat Gul/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

As autoridades talibãs do Afeganistão negaram as acusações feitas pelos Estados Unidos, segundo as quais o bombista suicida autor do atentado no aeroporto de Cabul, que matou cerca de duzentas pessoas em agosto, estava preso pelo anterior regime e foi libertado pelos talibãs durante os dias caóticos à volta da retomada do poder por parte dos radicais, no último verão. O atentado foi, na altura, reivindicado pelo Daesh.

Um relatório da CIA diz ter identificado o suspeito e que se trata de um homem que estava detido na prisão de Bagram e foi libertado pelo novo poder talibã. Um porta-voz dos radicais islâmicos agora no poder no Afeganistão diz que isso dificilmente pode ter acontecido e que a maioria dos presos fugiu porque os guardas prisionais desertaram. "Se o bombista tivesse escapado da prisão nessa altura, não teria tido tempo suficiente para planificar o ataque", diz ainda Anamullah Samangani.

Os talibãs pretendem suavizar a imagem junto da comunidade internacional, para que sejam reconhecidos e para que as contas bancárias no estrangeiro, ligadas ao movimento, sejam descongeladas. Uma das formas como pretendem conseguir esse reconhecimento é mostrando firmeza contra o autoproclamado Estado Islâmico.