This content is not available in your region

Djokovic vence primeiro "set" e luta em tribunal para poder jogar na Austrália

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
Djokovic vence primeiro "set" e luta em tribunal para poder jogar na Austrália
Direitos de autor  Hamish Blair/Associated Press   -  

A expulsão de Novak Djokovic da Austrália está suspensa.

O tribunal do Circuito Federal recebeu um recurso do tenista sérvio após o cancelamento do visto com isenção médica pelas autoridades alfandegárias e o processo de deportação foi suspenso pelo menos até segunda-feira, dia em que está prevista uma sessão para avaliar os argumentos de ambas as partes.

Djokovic aterrou na Austrália na quarta-feira e foi de imediato detido pelas autoridades com o objetivo de comprovar a justificação para receber uma isenção médica prevista na lei australiana para não vacinados contra a Covid-19 poderem entrar no país.

O tenista sérvio é um confesso opositor das vacinas e recusa revelar se foi ou não vacinado contra a Covid-19, que contraiu pelo menos um julho de 2020.

O facto de ter recebido uma isenção médica deixa entender que não foi vacinado, mas também que pode ter estado infetado depois de 1 de agosto e por isso sem necessidade de vacina.

A situação não esclarecida de forma pública e o primeiro-ministro da Austrália avisou que "as regras são regras e não há casos especiais".

"A entrada [na Austrália] com um visto requer dupla vacinação [contra a Covid-19] ou uma isenção médica [dessa vacinação por questões de saúde]. Fui informado que essa isenção não estava regular e, em resultado, ele está sujeito às regras como qualquer outra pessoa", reiterou Scott Morrison.

O chefe de Governo sublinhou ainda que, "em última instância", cumprir as regras "é responsabilidade do viajante".

Na segunda-feira, Djokovic tinha revelado pelas redes sociais estar a viajar com uma isenção médica para jogar o Open da Austrália. A notícia provocou a revolta de muitos australianos, incluindo no Governo. O atrito aconteceu ainda no aeroporto.

O tenista foi instalado num hotel de imigração junto ao aeroporto de Melbourne, onde partilha espaço com requerentes de asilo, enquanto aguarda pela conclusão do processo, que provocou inclusive um atrito diplomático.

O próprio Presidente da Sérvia insurgiu-se contra a retirada do visto a Djokovic e acusou a Austrália de "maus tratos" ao tenista. Alexander Vucic revelou ter falado ao telefone com o compatriota e lhe ter manifestado o apoio de "toda a Sérvia".

"Os nossos serviços estão a fazer tudo para que este assédio ao melhor tenista do mundo termine de imediato", revelou Vucic, num comunicado.

O recurso permitiu ao sérvio ganhar algum tempo em Melbourne e processo está agora a correr no tribunal.

Outras fontes • The Age