Bolsonaro fala em "lamentável desastre" e Lula da Silva em "terrível acidente"

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
Operações de busca prosseguem por duas pessoas ainda desaparecidas
Operações de busca prosseguem por duas pessoas ainda desaparecidas   -   Direitos de autor  EPA/Bombeiros de Minas Gerais

A derrocada de uma arriba no Lago das Furnas, em Capitólio, no estado brasileiro de Minas Gerais, custou a vida a 10 pessoas.

O Presidente Jair Bolsonaro falou de um "lamentável desastre" e o seu principal opositor, Lula da Silva, de um "terrível acidente".

A tragédia ocorreu no sábado, por volta do meio dia e meia, hora local, e este domingo foram encontrados os cadáveres das derradeiras vítimas. Estavam todas no mesmo barco, batizado como "Jesus" e que foi atingido em cheio pela queda do rochedo.

Estiveram envolvidos nas buscas pelas vítimas meia centena de militares e onze mergulhadores dos bombeiros de Minas Gerais, apoiados por quatro lanchas e três motos aquáticas.

Um vídeo registado momentos antes da tragédia e partilhado inclusive pelo Presidente Jair Bolsonaro mostra a queda de vários pedaços pequenos da arriba e os gritos dos tripulantes de outros barcos para que as embarcações mais próximas se afastassem devido à iminente derrocada. Sem sucesso.

A queda de parte da arriba junto de uma cacheira atingiu em cheio uma embarcação e de raspão uma outra. Ambas afundaram. Foram ainda afetadas outras duas embarcações que se encontravam nas proximidades e que faziam parte de um passeio pelos desfiladeiros de Capitólio, uma atração turística de Minas Gerais.

Os bombeiros revelaram que pelo menos 23 pessoas receberam assistência e tiveram alta. Há dois feridos hospitalizados, com fraturas expostas.

Jair Bolsonaro partilhou várias publicações, incluindo uma "coletiva" de imprensa onde foi confrontado com a tragédia poucas horas depois do acidente.

O Presidente falou de um "lamentável desastre" e elogiou a rápida intervenção da Marinha do Brasil no apoio aos Bombeiros de Minas Gerais.

Também o principal opositor do atual chefe de Estado e assumido recandidato à Presidência do Brasil, Lula da Silva (Partido dos Trabalhadores), reagiu e endereçou "sentimentos aos familiares das vítimas do terrível acidente ocorrido em Capitólio".

"Que Deus conforte o coração das famílias e recupere os que estão hospitalizados", expressou

As causas do acidente ainda não foram apuradas, mas suspeita-se da natural erosão que tem provocado diversas fraturas nas arribas de rochas sedimentares dos desfiladeiros de Capitólio e que, associadas à ação da água do lago e ao vento, pode ter precipitado a derrocada deste sábado.

Outras fontes • Folha, G1,