This content is not available in your region

Tribunal australiano confirma revogação de visto de Djokovic

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
Tribunal australiano confirma revogação de visto de Djokovic
Direitos de autor  TANIA LEE/AFP or licensors   -  

A revogação do visto de Novak Djokovic foi confirmada pelo tribunal de Melbourne, na Austrália, onde o tenista foi ouvido este domingo. O atual número um da classificação ATP, retido pelas autoridades por não estar vacinado contra a Covid-19, não pode assim defender o título no Open da Austrália que começa esta segunda-feira e vê-se obrigado a regressar à Sérvia. Djokovic deve ficar em detenção até ser deportado. A edição de 2022 pode não ser a única falhada pela estrela do ténis, já que as deportações são normalmente acompanhadas de uma proibição de entrar no país durante três anos.

Djokovic esteve retido vários dias num hotel, depois das autoridades lhe terem revogado o visto à chegada à Austrália, não considerando válida a isenção de necessidade de vacina que lhe foi dada pela organização do Open. Depois, alegou que não precisava de vacina por ter sido infetado com a Covid-19 no mês passado, mas o tribunal também não considerou esse argumento válido. Chegou a ser libertado, mas essa liberdade durou apenas dois dias, já que o visto de Djokovic foi revogado uma segunda vez.