This content is not available in your region

Pelo menos 150.000 ucranianos fugiram para países vizinhos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
A Roménia é um dos países de passagem de refugiados ucranianos que fogem do conflito
A Roménia é um dos países de passagem de refugiados ucranianos que fogem do conflito   -   Direitos de autor  Andreea Alexandru/Associated Press   -  

De acordo com estimativas pelo menos 150.000 pessoas fugiram da Ucrânia para os países vizinhos desde 24 de fevereiro. Passam por como a Polónia, Hungria, Moldávia, Eslováquia e Roménia. 

Em breve o Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) lançará um portal com estimativas atuais sobre os deslocados quando os números continuam a aumentar.

A euronews tem Claudiu Popa no terreno e este dizia que na fronteira Ucrânia-Roménia viram, e apenas em duas horas, centenas de refugiados a entrar na Roménia, de carro ou a pé, transportando as suas bagagens. Muitas mulheres com filhos, mas também homens.

Acrescentava que no momento em que entram no país são saudados, são bem-vindos, e quem ali está, do lado romeno, é solícito e procura responder às necessidades de quem chega: saber se precisam de ajuda, se têm sede, fome, se precisam de alojamento ou transporte. Na fronteira, há centenas de voluntários, representantes das autoridades e, provavelmente, ONG's. E não há contrapartidas para esta ajuda, relata, o que leva estes refugiados a "sorrirem", muitos pela "primeira vez" desde que partiram.

As opções para estas pessoas são, explicava Claudiu Popa, pedir asilo na Roménia, ficar uma ou algumas noites, ou o que a maioria faz, continuar o seu caminho. Querem ir para países como a Polónia, Itália ou Alemanha. Portanto, este é apenas um lugar onde "podem respirar", antes de seguirem viagem.

De acordo com as autoridades romenas, em 24 horas, cerca de 14 a 15 mil cidadãos ucranianos entraram no país e para que se compreenda melhor, a distância entre esta fronteira e Kiev é de mais de 500 km.