Funeral de Estado para jornalista da Al Jazeera

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Presidente da Autoridade Palestiniana no funeral de Shireen Abu Akleh em Ramallah
Presidente da Autoridade Palestiniana no funeral de Shireen Abu Akleh em Ramallah   -   Direitos de autor  Nasser Nasser/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved   -  

Ramallah foi palco de um funeral com honras de Estado para a jornalista palestino-americana Shireen Abu Akleh. 

A correspondente da televisão Al Jazeera foi assassinada a tiro na quarta-feira quando cobria uma incursão do exército israelita em Jenin, na Cisjordânia, um crime que suscitou fortes condenações da comunidade internacional.

Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Palestiniana:"Recusámos e continuamos a recusar uma investigação conjunta com as autoridades israelitas, porque foram elas que cometeram o crime e vamos virar-nos imediatamente para o Tribunal Penal Internacional, para que julgue os criminosos."

A Autoridade Palestiniana negou o pedido de Israel para entregar a bala que matou a jornalista para análise balística e pretende conduzir um inquérito independente, prometendo "informar dos resultados com o máximo de transparência".

Conhecida como a "narradora da causa palestiniana", Abu Akleh, era uma figura de destaque nos meios de comunicação árabes e fonte de inspiração para muitas mulheres palestinianas.