This content is not available in your region

Puigdemont deixa liderança do partido "Juntos pela Catalunha"

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
Carles Puigdemont no congresso do partido
Carles Puigdemont no congresso do partido   -   Direitos de autor  Ramond Roig/AFP   -  

O antigo presidente do governo catalão Carles Puigdemont deixou, oficialmente, a liderança do partido "Juntos pela Catalunha". Puigdemont foi a principal figura na crise com o referendo e subsequente declaração unilateral de independência em relação a Espanha, em 2017, que levou à prisão os membros do então governo regional. Perseguido pela justiça espanhola, Puigdemont fugiu para a Bélgica e é agora deputado europeu.

Falando no congresso do partido, que se realizou numa localidade francesa junto à fronteira, Puigdemont disse que "o governo de Madrid está a fazer tudo para que o candidato do Partido Socialista da Catalunha, Salvador Illa, seja eleito, e ao mesmo tempo demonstra que, enquanto as pessoas não votarem nesse candidato, não irá dar ao povo catalão o que merece. Ajuda os adversários políticos fazendo passar a mensagem de que a Catalunha está mal e isso é corrupção política, moral e económica".

O governo espanhol ajuda os nossos adversários políticos fazendo passar a mensagem de que a Catalunha está mal e isso é corrupção política, moral e económica.
Carles Puigdemont
Ex-líder do governo catalão

Puigdemont é substituído, na liderança do partido, por um duo constituído por Jordi Turull, um dos ex-membros do governo que estiveram na prisão, e pela atual presidente do parlamento regional catalão Laura Borràs, considerada um membro da linha dura dos independentistas.