This content is not available in your region

Bruxelas prepara-se para o pior

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
fornecimento de gás
fornecimento de gás   -   Direitos de autor  AFP

Os 27 Estados membros da União Europeia estão no início de numa corrida para cortar o uso de gás natural em 15%. Têm até 31 de Março do próximo ano para o alcançar.

Faz tudo parte do plano acordado há duas semanas para preparar o bloco para uma possível paragem no abastecimento russo.

A Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, já avisou que a Europa deve preparar-se para a "pior situação" em relação à Rússia e ao controlo desta sobre a produção de gás

De acordo com a Comissão Europeia, um total de 45 mil milhões de metros cúbicos de gás deve ser poupado para atingir o objectivo durante os próximos sete meses,

Só a Alemanha, que é responsável por cerca de 40% do gás russo importado pela União Europeia, terá de consumir cerca de 10 mil milhões de metros cúbicos a menos.

Alguns países que dependem fortemente das importações de gás russo, tais como a Hungria, exigiram isenções das novas medidas de poupança de gás.

Embora a União Europeia não tenha introduzido sanções contra o gás natural russo por causa da guerra na Ucrânia, Moscovo reduziu significativamente o fornecimento de gás ao bloco nos últimos meses. 

Bruxelas considera que é uma retaliação na sequência da imposição de outras medidas da União Europeia destinadas a punir Moscovo por ter lançado a guerra.