This content is not available in your region

Proibição global de vistos para russos é uma "medida justa"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Volodymyr Zelenskyy
Volodymyr Zelenskyy   -   Direitos de autor  AP/AP

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, voltou a defender a proibição global de vistos para os cidadãos russos, numa mensagem divulgada nas redes sociais.

Zelenskyy começou por dizer que a Ucrânia precisa de garantias de que "os assassinos e apoiantes russos do terrorismo de Estado não utilizarão o Espaço Schengen".

Para além disso, defendeu não ser aceitável “arruinar a própria ideia da Europa e dos valores europeus comuns”.

O chefe de Estado ucraniano acrescentou depois que não é possível "transformar a Europa num supermercado onde qualquer pessoa possa entrar e pagar por mercadorias".

As restrições de vistos para os russos são justas e todos os defensores dos valores europeus devem insistir neles
Volodymyr Zelenskyy
Presidente ucraniano

Entretanto, a Estónia anunciou esta sexta-feira que vai restringir a entrada no país a cidadãos russos como forma de sancionar a Rússia pela invasão da Ucrânia.

Em terreno ucranino, as consequências da guerra continuam a atormentar os cidadãos. Esta sexta-feira, três pessoas morreram, na sequência de dois bombardeamentos russos distintos, em Kramatorsk e Zaporijia, de acordo com as autoridades locais.

Os ucranianos mostram-se preocupados com os ataques nas proximidades da central nuclear de Zaporijia, que, caso atinjam a infraestrutura, podem causar um desastre em grande escala.