This content is not available in your region

Putin acusa Washington de querer prolongar guerra na Ucrânia e de alimentar conflitos no mundo

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Vladimir Putin
Vladimir Putin   -   Direitos de autor  AP/Sputnik

Vladimir Putin acusa Washington de querer prolongar o conflito na Ucrânia e de alimentar conflitos noutras partes do mundo.

As declarações do presidente russo de 69 anos foram proferidas esta terça-feira, em Moscovo, durante uma Conferência de Segurança da Rússia.

"Como sabemos, os Estados Unidos fizeram, recentemente, mais uma tentativa deliberada de mandar achas para a fogueira e destabilizar a situação na região da Ásia-Pacífico", disse Vladimir Putin.

Putin apoia visão da China

As declarações do presidente russo surgem poucos dias após a visita de uma delegação do Congresso norte-americano ao Parlamento de Taiwan, para reafirmar o apoio à ilha de 23 milhões de habitantes. A visita foi vista pela China como uma provocação. Um ponto de vista partilhado pelo presidente russo.

"Vemos também que o Ocidente procura alargar o seu sistema de blocos à região da Ásia-Pacífico, semelhante à NATO na Europa. Para esse fim, estão a ser formadas alianças político-militares agressivas, tais como AUKUS, entre outras", acrescentou o chefe de Estado da Rússia.

O pacto de segurança entre os EUA, a Austrália e o Reino Unido

A AUKUS, uma aliança militar entre os Estados Unidos, a Austrália e o Reino Unido, tornada pública em setembro do ano passado, visa travar a expansão chinesa no Indo-Pacífico.

Entretanto, a China prossegue os exercícios militares ao largo de Taiwan para reafirmar que a ilha é território chinês.