This content is not available in your region

Zelenskyy alerta para perigo de "catástrofe da radiação"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Diáspora ucraniana celebra dia Nacional da Bandeira
Diáspora ucraniana celebra dia Nacional da Bandeira   -   Direitos de autor  Armando Franca/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved   -  

Na Ucrânia, o dia da Bandeira Nacional foi assinalado com tanques russos destruídos em combate e discursos patrióticos nas redes sociais. Foram poucos os eventos e não houve grandes desfiles por razões de segurança, mas a diáspora celebrou a data em países de toda a Europa.

Já passaram seis meses desde que a Rússia invadiu o território. Nesta quarta-feira, durante a reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas, António Guterres lembrou as vítimas da guerra. “Durante este período devastador, milhares de civis foram mortos e feridos, incluindo centenas de crianças. O mundo tem assistido a graves violações do direito internacional dos direitos humanos e do direito humanitário internacional, cometidas com pouca ou nenhuma responsabilidade", declarou Guterres.

Numa intervenção por videoconferência, Volodymir Zelenskyy acusou a Rússia de atingir a Europa com uma “chantagem nuclear” e de mergulhar o planeta no “pior pesadelo”. "Uma crise energética para a Europa, uma ameaça de fome em grande escala, o caos político para os países africanos e asiáticos, as crises de preços em todo o mundo, não será demasiado para um único país cujo representante se encontra entre vós?”, perguntou Zelenskyy.

Na resposta, o embaixador russo nas Nações Unidas rejeitou as acusações e responsabilizou o governo ucraniano. “Desde o início, as novas autoridades de Maidan conduziram o país à catástrofe, escolhendo o caminho da Russofobia e da glorificação dos criminosos nazis”, afirmou Vassily Nebenzia.

Antes do final da sessão das Nações Unidas , Volodymir Zelenskyy anunciou a morte de pelo menos 15 civis num bombardeamento russo a uma estação de comboios no centro da Ucrânia.