This content is not available in your region

300 toneladas de peixes mortos no rio Oder

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Peixes mortos no rio Oder
Peixes mortos no rio Oder   -   Direitos de autor  Frank Hammerschmidt/(c) Copyright 2022, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten   -  

Os bombeiros continuam a remover peixes mortos da marina turística de Cigacice, na Polónia.

Entre 200 e 300 quilos de peixe foram removidos nesta marina nos últimos dias, de um total de cerca de 300 toneladas mortos no rio Oder desde o início de agosto.

As consequências desta catástrofe são ecológicas e também económicas.

As reservas de passeios dos barcos de Piotr Wloch caíram 90%. 

"As pessoas têm medo do rio. É difícil prever se este envenenamento da água permanecerá nas suas cabeças durante muito tempo ou se esquecerão, mas para nós são doze anos de trabalho perdidos", afirma Piotr.

Não se conhecem ainda as causas da catástrofe ecológica, mas funcionários alemães e polacos dizem que pode ter sido desencadeada por algas tóxicas causadas por resíduos industriais na Polónia.

Krzysztof Feodorowicz, proprietário de uma vinha, diz que esperava que algo como isto acontecesse.

"Conhecendo a abordagem do poder na Polónia à ecologia, natureza e ambiente, podia-se esperar isto. Na verdade, o Oder era uma bomba relógio porque todos sabíamos que muitas fábricas na Silésia descarregam diretamente as águas residuais nele".

O Oder nasce na Chéquia e passa pela Polónia, onde forma uma fronteira natural com a Alemanha, desaguando no Mar Báltico.

Até ao final dos anos 90, estava fortemente poluído: um legado industrial da era comunista.

Depois, o rio limpou-se naturalmente e, na última década, a vida tinha regressado às suas margens.

Agora, o medo voltou e as populações ribeirinhas dizem que "o desastre apagou 12 anos de trabalho num instante".