Kiev prepara regresso de ucranianos ao país

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Oleksii Chernyshov, ministro das Comunidades e Territórios da Ucrânia
Oleksii Chernyshov, ministro das Comunidades e Territórios da Ucrânia   -   Direitos de autor  Euronews

A Ucrânia precisa de um compromisso a longo prazo da União Europeia e de outros aliados para a reconstrução pós-guerra. Esta foi a mensagem do ministro ucraniano das Comunidades e Territórios, em visita a Bruxelas. Oleksii Chernyshov apresentou à Comissão Europeia um relatório que detalha as necessidades actuais e futuras da Ucrânia.

Oleksii Chernyshov, ministro das Comunidades e Territórios da Ucrânia:"Neste momento estamos a focar-nos nas necessidades de sobrevivência, para estar preparados para o Inverno, e chegámos à quantia de 3,4 mil milhões de dólares necessários para os próximos quatro meses, que estamos agora a debater intensivamente. Está a ser criado um fundo fiduciário apropriado, gerido pelo Banco Mundial, que muito em breve estará operacional."

Meabh McMahon, euronews:"Explique aos nossos telespectadores os danos que foram feitos, as infraestruturas que precisam de ser reconstruídas."

Oleksii Chernyshov, ministro das Comunidades e Territórios da Ucrânia:"Estamos atualmente concentrados nas comunidades onde a recuperação é possível, principalmente nas comunidades que já não estão sob ocupação e nas regiões da parte norte da Ucrânia, a parte que foi inicialmente ocupada e depois libertada. Há uma enorme devastação nas infraestruturas sociais, nas habitações. Se considerarmos os danos habitacionais na Ucrânia em geral, até à data, temos cerca de 12.000 edifícios de apartamentos danificados ou destruídos. E Há mais de 100.000 casas na Ucrânia... Consegue imaginar este número! Tudo deve ser recuperado. Atualmente, estamos concentrados nas regiões seguras, sob controlo, não acessíveis à artilharia e às quais as pessoas estão a regressar. Queremos que os ucranianos voltem para as suas casas e os ucranianos também querem voltar para as suas casas. Eles querem ir à escola, querem recomeçar uma vida normal, e nós queremos apoiá-los. Eu admiro realmente o apoio do Conselho Europeu e do Banco Mundial para a recuperação da Ucrânia e para ter hoje este documento fundamental em vigor."

Meabh McMahon, euronews:"É uma preocupação sua, que as pessoas estejam a integrar-se demasiado na União Europeia e que não voltem?"

Oleksii Chernyshov, ministro das Comunidades e Territórios da Ucrânia:"Há pessoas que nunca mais voltarão e todos nós compreendemos isso. Mas a maioria das pessoas de que nos orgulhamos quer regressar à Ucrânia e construir um novo país, recuperar o país, reconstruí-lo, construir uma nova nação. O número de pessoas que querem regressar é muito maior do que as que vão ficar. Eu diria que a maioria, a grande maioria, está a regressar e é por isso que estamos a preparar infraestruturas apropriadas para que regressem a casa."