Torturados em Izium

Access to the comments Comentários
De  euronews
Mykhailo Chindey diz que foi torturado durante 12 dias pelo exército russo
Mykhailo Chindey diz que foi torturado durante 12 dias pelo exército russo   -   Direitos de autor  JUAN BARRETO/AFP or licensors

Depois de imagens chocantes de corpos a serem exumados de uma vala comum, chegam-nos agora da cidade ucraniana de Izium relatos do que foi viver sob a ocupação russa.

Relatos de tortura na primeira pessoa como este de Mykhailo Chindey. Este homem, de 67 anos conta-nos como foram os 12 dias que esteve em cativeiro... 12 dias de constantes espancamentos.

"Eu estava nesta cela. As janelas estavam cobertas com panos (...) Estavam a bater-me no braço lá em cima (com uma barra de metal). Havia uma sala especial. Não posso dizer exatamente onde estava, está tudo desfocado na minha cabeça", conta.

O homem recorda que "havia espancamentos em todo o lado, mesmo na cela ao lado da nossa, na nossa cela. Uma mulher, naquele lado, gritava muito alto".

Relatos como este, começam a surgir em Izyum e em cidades do leste da Ucrânia, como Kupiansk ou Balakliya, que foram recentemente reconquistadas pelas forças ucranianas.

A ONU já anunciou que vai enviar uma equipa para o local para investigar e a presidência checa da União Europeia pediu que fosse criado um tribunal especial para julgar crimes alegadamente cometidos pelo exército da Rússia na região de Kharkiv.