This content is not available in your region

Nova equipa russa e americana chegou à Estação Espacial Internacional

Access to the comments Comentários
De  Euronews
O americano Frank Rubio e os russos Sergueï Prokopiev e Dmitri Peteline antes de partirem para a Estação Espacial Internacional
O americano Frank Rubio e os russos Sergueï Prokopiev e Dmitri Peteline antes de partirem para a Estação Espacial Internacional   -   Direitos de autor  Dmitri Lovetsky/AP   -  

Um astronauta americano e dois cosmonautas russos partiram numa nova missão para a Estação Espacial Internacional (ISS).

A equipa constituída por Frank Rubio, Sergueï Prokopiev e Dmitri Peteline partiu do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, e já está na estação espacial onde vai permanecer nos próximos seis meses.

A missão incluirá cinco passeios espaciais e numerosas experiências científicas.

É o início de uma nova série de voos cruzados envolvendo tripulantes da agência espacial russa, Roscosmos, na nave espacial americana Crew Dragon e astronautas da NASA na Soyuz russa.

Frank Rubio, nascido em El Salvador, é o décimo segundo hispânico a voar para a plataforma orbital. A sua primeira viagem espacial é também a primeira de um astronauta americano à ISS desde que o conflito começou a 24 de fevereiro último.

A Estação Espacial Internacional (ISS) foi lançada em 1998, numa altura de boas perspetivas de cooperação internacional.

O novo diretor da Roscosmos, Yuri Borisov, anunciou a intenção da agência de se retirar do projeto em 2024, mas não houve confirmação.

 A NASA já tinha anunciado a vontade de prolongar a ISS até 2030. Os parceiros Canadá, Europa e Japão, apoiaram a decisão, a Rússia não se pronunciou.