ONU conclui pela existência de crimes de guerra na Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
Sede da ONU em Genebra
Sede da ONU em Genebra   -   Direitos de autor  SALVATORE DI NOLFI/KEYSTONE

A Rússia cometeu crimes de guerra na Ucrânia, segundo as Nações Unidas. A comissão de inquérito, estabelecida em maio, começou agora a divulgar as conclusões e diz que há provas de atrocidades. Fala em bombardeamento de populações civis, torturas e execuções. O painel de peritos que constitui a comissão visitou locais como Bucha, palco de um dos massacres mais marcantes desta guerra.

Erik Mose, presidente da comissão de, explica: "Com base nas provas recolhidas pela comissão, concluiu-se que foram cometidos crimes de guerra na Ucrânia. Ficámos admirados com o grande número de execuções nas áreas que visitámos. A comissão está a investigar mortes deste género em cerca de 16 vilas e aldeias. Recebemos alegações credíveis de mais casos de execuções, que vamos documentar mais tarde"

Ficámos admirados com o grande número de execuções nas áreas que visitámos.
Erik Mose
Presidente da Comissão de Inquérito da ONU sobre a Ucrânia

O mais recente episódio em termos de alegados crimes de guerra aconteceu em Izium, uma vila até há pouco tempo ocupada pelos russos e agora libertada pela contraofensiva ucraniana. Aqui, foi descoberto um grande número de sepulturas numa floresta. Parte dos corpos exumados apresenta sinais de tortura.