This content is not available in your region

TGV em Portugal: viagem Porto-Lisboa vai demorar 1h15 mas só depois de 2030

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Primeiro-ministro António Costa no lançamento da linha de alta velocidade
Primeiro-ministro António Costa no lançamento da linha de alta velocidade   -   Direitos de autor  RUI MANUEL FARINHA/LUSA   -  

O governo português anunciou, esta quarta-feira, o lançamento da linha ferroviária de alta velocidade, que vai unir Porto a Lisboa, por TGV, em uma hora e 15 minutos.

O sistema ferroviário nacional será ainda inserido na rede ibérica através de uma extensão para Vigo. 

Para já, Madrid fica de fora do projeto, que o primeiro-ministro português, António Costa, vê como um reforço do eixo Atlântico.

"Este não é um projeto de ligação entre as capitais peninsulares, esta não é um linha que será uma ilha no conjunto do nosso sistema ferroviário nacional, esta não é a diluição de Portugal no todo peninsular. Tudo ao contrário. Este é um projeto que une o país, este é um projeto que serve todo o país e que reforça a fachada atlântica, que nos permite a nossa projeção no mundo e desempenharmos a função que é a nossa função histórica: sermos o interface entre o continente [europeu] e o enorme mundo atlântico", afirmou o chefe do executivo

Com um investimento previsto de cerca de 4900 milhões de euros até 2030, a nova linha de alta velocidade Porto-Lisboa, não terá paragens entre as duas cidades e vai ser construída em três fases

  • 1.ª fase: troço Porto - Soure, com conclusão prevista até 2028;
  • 2.ª fase: troço Soure - Carregado, que deve estar terminado até 2030;
  • 3.ª fase: troço Carregado - Lisboa, que teremos de aguardar até à próxima década para ver em funcionamento.

Depois de em 2021 ter definido o transporte ferroviário como uma das prioridades da presidência portuguesa da União Europeia, Portugal procura agora apanhar o comboio europeu da mobilidade e reduzir a dependência dos meios aéreos para se ligar à Europa.