This content is not available in your region

Populistas de Boyko Borissov vencem eleições na Bulgária

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Boyko Borissov, líder do partido GERB, vencedor das eleições legislativas na Bulgária
Boyko Borissov, líder do partido GERB, vencedor das eleições legislativas na Bulgária   -   Direitos de autor  NIKOLAY DOYCHINOV/AFP   -  

O partido conservador populista, GERB, do ex-primeiro ministro Boyko Borissov, ganhou as eleições legislativas na Bulgária segundo as sondagesn à boca das urnas.

Os resultados oficiais ainda vão demorar alguns dias mas, a confirmarem-se as projeções, Borrissov alcança cerca de 25% dos votos, enquanto o seu principal adversário, o reformista Kiril Petkov, não chegará aos 20%.

A vitória de Borissov não lhe dá garantias de poder formar um governo estável. Espera-se que entrem no novo parlamento sete partidos e as diferenças entre as várias forças políticas mergulharam o país mais pobre da União Europeia numa profunda instabilidade, que levou à realização das quartas eleições em 18 meses.

O escrutínio foi fortemente influenciado pela guerra na Ucrânia e marcado pela apatia do eleitorado, cuja taxa de participação não chegou aos 40%.

A seguir aos dois maiores partidos surge o partido minoritário turco, DPS, que deverá alcançar entre 12,6 e 14,4%. Aliado de Borissov, o DPS é, segundo os seus críticos, juntamente com o ex-primeiro-ministro, responsável pela corrupção endémica que o país tem sofrido durante anos.

O partido socialista BSP, herdeiro do partido comunista e com posições abertamente pró-russas sobre a guerra na Ucrânia, é a quarta força, com um resultado esperado entre 10,2 e 11,2%.

Um pouco inferior é será a votação da formação ultra-nacionalista, "Vazrazhdane" (Renascimento), também pró-russa e defensora da saída da Bulgária da União Europeia (UE) e da NATO, com 10 % dos votos.

Também no parlamento de 240 lugares se sentará a aliança pró-europeia "Bulgária Democrática", com um resultado esperado entre 7,9 e 9%, oferecendo parceria a Petkov num possível executivo.

O sétimo partido da Câmara será provavelmente a força populista "Existe um Povo assim" (ITN) do comediante Slavi Trifonov, que nas eleições de julho de 2021 se tornou a força mais votada, embora agora só tenha alcançado 4,2%, apenas o suficiente para passar o limiar mínimo de representação parlamentar.

A Bulgária é o país mais pobre e considerado o mais corrupto da UE, ao qual pertence desde 2008.