This content is not available in your region

Diretor da AIEA tenta criar zona de segurança para a central de Zaporíjia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Raphael Grossi, diretor da AIEA, em Erevan, na Arménia
Raphael Grossi, diretor da AIEA, em Erevan, na Arménia   -   Direitos de autor  Euronews   -  

O diretor da Agência Internacional da Energia Atómica (AIEA), Raphael Grossi, deixou esta terça-feira palavras tranquilizadoras sobre a segurança da central nuclear de Zapríjia.

Questionado sobre se a detenção do diretor da central, Igor Murashov, compromete a segurança das instalações, Grossi afirmou: "Não, de modo algum. Estou a caminho de Kiev, como sabem. Vamos trabalhar na proteção da central nuclear de Zaporíjia, temos de trabalhar nisso (...) A coisa mais importante sobre o senhor Murashov é que ele foi libertado, está livre e está de novo com a família".

Em comunicado, a AIEA anunciou que Grossi também se deslocará a Moscovo no final desta semana "para continuar as suas consultas com vista a acordar e implementar uma zona de segurança e proteção em torno da Central Nuclear de Zaporíjia o mais rapidamente possível".

Vários inspetores da AIEA visitaram a central no início de setembro, tendo ficado dois para monitorizar a segurança.