This content is not available in your region

Ofensiva russa decorreu a escala nacional

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Durante quatro horas, as sirenes de ataque aéreo soaram em praticamente todas as regiões, exceto na Crimeia
Durante quatro horas, as sirenes de ataque aéreo soaram em praticamente todas as regiões, exceto na Crimeia   -   Direitos de autor  DIMITAR DILKOFF/AFP   -  

Foi graças às câmaras de videovigilância que pudemos observar o momento em que um transeunte sobrevive, por escassos metros, ao ataque de um míssil numa ponte pedestre em Kiev.

Foi uma das incursões da ofensiva russa em mais de uma dezena de regiões, deixando 11 mortos e 89 feridos.

No Twitter, o presidente ucraniano veio escrever que "o mundo pôde ver, uma vez mais, o verdadeiro rosto de um Estado terrorista", "que esconde a sua essência sangrenta com discursos sobre a paz". 

Mas Volodymyr Zelenskyy não ficou por aqui. "Estamos a lidar com terroristas. Houve dezenas de mísseis de fabrico iraniano, drones de combate. Têm como alvos centrais energéticas nas regiões de Kiev e Khmelnytskyi, Lviv e Dnipro, Vinnytsia, Frankivsk, Zaporíjia, Sumy, Kharkiv, Zhytomyr e Kirovohrad", declarou.

As forças ucranianas afirmam que foram disparados 84 mísseis de cruzeiro. A ofensiva de escala nacional visou cerca de sete dezenas de infraestruturas, sendo que quase metade se destinam a serviços essenciais. Moscovo declarou apenas que cumpriu os objetivos.

Durante quatro horas, as sirenes de ataque aéreo soaram em praticamente todas as regiões, exceto na Crimeia. Em Dnipro, um míssil destruiu um edifício de telecomunicações.