This content is not available in your region

Há 20 anos Bali vivia um momento de horror que faria mais de 200 mortos

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com AP
No 20º aniversário do atentado suicida numa discoteca de Bali homenagearam-se as vítimas
No 20º aniversário do atentado suicida numa discoteca de Bali homenagearam-se as vítimas   -   Direitos de autor  Firdia Lisnawati/AP   -  

Os 20 anos passados desde que bombistas suicidas atacaram uma discoteca em Bali, matando mais de 200 pessoas, foram assinalados por sobreviventes e familiares das vítimas mortais. No exterior da representação diplomática da Austrália foi instalado um memorial já que, entre os mortos, 88 eram australianos.

Foi a 12 de outubro de 2002 que cidadãos de várias nacionalidades, viveriam um momento de horror numa casa de diversão noturna da referida ilha indonésia. Muitos deles, na sua maioria turistas estrangeiros,não sobreviveriam a um atentado perpetrado por uma rede terrorista islâmica, a Jemaah Islamiyah, ligado à Al-Qaeda.

Desde então, o país viu crescer uma onda de violência e de radicalização naquela que é a nação muçulmana mais populosa do mundo. Violência que já atingiu uma embaixada, vários hotéis e restaurantes.