Putin quer criar plataforma de distribuição de gás russo na Turquia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Recep Tayyip Erdogan e Vladimir Putin, no encontro no Cazaquistão
Recep Tayyip Erdogan e Vladimir Putin, no encontro no Cazaquistão   -   Direitos de autor  Vyacheslav Prokofyev/Sputnik

Os líderes russo e turco discutiram esta quinta-feira a energia e os laços bilaterais e, claro, falaram sobre sobre a guerra na Ucrânia.

Contrariamente ao que se esperava, Ancara não avançou com novas propostas de mediação do conflito e Vladimir Putin decidiu apresentar uma ideia para escoar o gás russo.

"Se a Turquia e os nossos possíveis compradores noutros países estiverem interessados, poderíamos considerar a construção de outro sistema de gasodutos e a criação de um centro de gás na Turquia para vendas a países terceiros, especialmente, claro, os europeus, se eles estiverem interessados nisto, claro".

Erdogan não respondeu na parte pública da reunião entre ambos, mas segundo a agência Reuters, a agência russa RIA cita o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmando que os dois homens "decidiram examinar rapida e detalhadamente a ideia".

Erdogan defendeu a continuação das relações comerciais da Turquia com a Rússia, dizendo que Moscovo facilitou o acordo negociado por Ancara para permitir à Ucrânia exportar os seus cereais.

Sobre essa questão, o presidente turco disse: "Enquanto os passos da Turquia e da Rússia perturbam certos círculos, eles fazem felizes os países menos desenvolvidos".

As conversações entre Putin e Erdogan decorreram durante uma cimeira de líderes regionais no Cazaquistão, logo a seguir ao agravamento do isolamento internacional da Rússia, através da votação na ONU contra as anexações russas na Ucrânia.

Com a maioria da comunidade internacional oposta às suas ações na Ucrânia, Putin procura apoio nos aliados históricos e vizinhos.