Países Baixos: princesa Amália alvo de ameaças

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Ameaças deixaram família real em sobressalto
Ameaças deixaram família real em sobressalto   -   Direitos de autor  frame

De caloira a alvo de ameaças. Para a princesa Amália, a entrada na universidade de Amesterdão transformou-se num pesadelo.

A herdeira do trono dos Países Baixos teve de voltar a casa depois de receber ameaças de rapto ou ataque na residência oficial universitária onde vivia desde o início do ano letivo.

Passa agora os dias rodeada de seguranças e com os passos condicionados.

"Ela não sai de casa. (...) Isto tem enormes consequências para a vida dela. Claro que significa que não vive em Amesterdão e que não pode realmente sair. Essas consequências são muito difíceis para ela. Não tem uma vida estudantil como os outros alunos têm. Estou muito orgulhosa pela forma como está a aguentar tudo isto", sublinhou a rainha Máxima dos Países Baixos.

O nome do primeiro-ministro neerlandês, Mark Rutte, também terá, ao que tudo indica, surgido em comunicações de grupos criminosos, intercetadas pelos serviços de inteligência.

“São notícias terríveis. Também muito intensas são as mensagens que saíram sobre o assunto, principalmente para a princesa, é claro. Devo acrescentar que não posso dizer nada sobre ameaças ou medidas de segurança. Posso garantir que todos os envolvidos estão a fazer os possíveis para garantir que ela esteja segura", ressalvou Rutte.

Em setembro a princesa Amália começou a estudar Política, Psicologia, Direito e Economia na Universidade de Amesterdão.

Cortou a tradição familiar de estudar em Leiden e paga agora o preço de querer ter uma vida de plebeia.