This content is not available in your region

Receios por escaladora iraniana que competiu sem "hijab"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Elnaz Rekabi durante competição em Seul
Elnaz Rekabi durante competição em Seul   -   Direitos de autor  AFP PHOTO / HO /INTERNATIONAL FEDERATION OF SPORT CLIMBING   -  

As imagens da escaladora iraniana Elnaz Rekabi, sem "hijab", nas finais do Campeonato Ásiático de Escalada em Seul, na Coreia do Sul, deram a volta ao mundo. 

O gesto foi visto como uma corajosa demonstração de apoio às mulheres no Irão, que é palco há mais de um mês de grandes protestos.

Mas Rekabi desculpou-se esta terça-feira através da publicação de uma "story" na sua conta Instagram, afirmando que o facto de não ter usado o véu islâmico foi um gesto "involuntário", por ter sido chamada para escalar de forma inesperada, devido a uma alteração na programação.

Em 2016, a Euronews tinha entrevistado Rekabi, que na altura explicava que "outras atletas olhavam [para ela] de forma estranha, curiosas acerca de uma rapariga que usava um lenço para cobrir a cabeça e os braços e pernas cobertos numa competição no interior, com temperaturas tão elevadas". 

A atleta acrescentava que "tentaram criar uma vestimenta que respeitasse o hijab, mas fosse compatível com a escalada".

A embaixada iraniana em Seul já confirmou que Rekabi regressou na manhã desta terça-feira para Teerão com outros membros da equipa nacional e negou informações de que estava desaparecida ou tinha sido detida.