Bárbara Timo conquista medalha de prata no Grand Slam de Abu Dhabi

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Bárbara Timo e Lucy Renshall na final de -63kg, em Abu Dhabi.
Bárbara Timo e Lucy Renshall na final de -63kg, em Abu Dhabi.   -   Direitos de autor  Emanuele Di Feliciantonio/Fédération internationale de judo

Depois da medalha de bronze nos Mundiais de Tashkent, a portuguesa Bárbara Timo conquistou este sábado a medalha de prata no Grand Slam de Abu Dhabi. A competir em -63kg, a judoca perdeu somente na final, frente à britânica n.º 2 mundial, Lucy Renshall.

A britânica esteve na sua melhor forma, pontuando em todos os combates e na final prevaleceu, por ippon, sobre Bárbara Timo, com um enorme arremesso de quadril a poucos segundos do final do combate.

Esta foi a segunda medalha de ouro da britânica no Grand Slam de Abu Dhabi e a sua quinta medalha de ouro em provas do Grand Slam.

A medalhas foram apresentadas pelo diretor-executivo de Eventos do Conselho Desportivo de Abu Dhabi, Suhail Alareefi.

Gosto muito de vir a Abu Dhabi, ganhei aqui a minha primeira medalha no Mundial de júniores, uma medalha de bronze, e depois duas medalhas no Grand Slam, antes desta. Aqui corre-me sempre tudo bem.
Lucy Renshall

As restantes categorias em prova

Na categoria de -73kg, o suíço Nils Stump exibiu o seu estilo elegante de judo ao longo do dia, superando os adversários com a mesma técnica de pernas, sasae-tsuri-komi-ashi.

Na final, o suiço enfrentou o italiano Giovanni Esposito e conquistou a medalha de ouro com um judo vistoso e de alto nível técnico. Esta foi também a sua primeira medalha de ouro no circuito mundial.

O secretário-geral do Comité Olímpico do Uzbequistão, Oybek Kasimov, condecorou os atletas.

Sinto-me muito bem. Estou muito feliz pela minha primeira medalha de ouro no Grand Slam.
Nils Stump

Em -70kg, a grega Elisavet Teltsidou teve um dia inesquecível, alcançando uma vitória tática na final contra a belga Gabriella Willems.

As judocas foram condecoradas pela tenista profissional, Sorana Cîrstea.

O francês Nicolas Chilard reivindicou a medalha de ouro em -81kg frente ao espanhol José Maria Mendiola Izquieta, rematando de forma impressionante uma técnica de estrangulamento inteligente.

As medalhas da categoria foram apresentadas pelo diretor de Desporto da Federação Internacional de Judo, Vladimir Barta.

O o-soto-gari incrível do herói a competir em casa, Nugzari Tatalashvili, levou o estádio ao rubro e sagrou-se o nosso momento do dia. Um nivel técnico excecional que inspirou tanto fãs como atletas.

A jornada foi também marcada pela projecto Judo pela Paz, uma iniciativa que reuniu vinte e uma crianças judias e muçulmanas de Israel, de idades entre os doze e dezessete anos, que viajaram até à capital dos Emirados Árabes Unidos numa demonstração de amizade e inclusão. A iniciativa visa desenvolver os laços entre o país anfitrião e Israel e disseminar os valores do judo.

Nas palavras do presidente da Federação Internacional de Judo, Marius Vizer, "os valores do judo não têm fronteiras e o projecto Judo pela Paz é um exemplo máximo de amizade, união e solidariedade".

A comitiva portuguesa

Para além da exibição notável de Bárbara Timo em Abu Dhabi, destaca-se a participação de Catarina Costa (-48kg), que terminou em quinto lugar na jornada inaugural de sexta-feira, tendo sido afastada no combate pela medalha de bronze frente à chinesa Zongying Guo.

Este domingo, último dia da prova, estarão em ação Rochele Nunes, Patrícia Sampaio e Anri Egutidze.