Estado da democracia no mundo é preocupante

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Polícia nas ruas das cidades chinesas
Polícia nas ruas das cidades chinesas   -   Direitos de autor  Copyright 2022 The AP. All rights reserved

A democracia está em erosão em todo o mundo, de acordo com um novo relatório do Instituto Internacional para a Democracia e Assistência Eleitoral -IDEA.

Os dados mostram cada vez mais países a afastar-se da democracia e a caminhar para o autoritarismo.

Um quadro sombrio que não existe apenas em países jovens e frágeis, mas também em nações há muito estabelecidas como a Índia, ou os Estados Unidos.

De acordo com o secretário-geral da IDEA Internacional, Kevin Casas-Zamora, a Europa está a sair-se bem em geral, no entanto, os padrões democráticos europeus tendem a ser planálticos, ou seja, é possível fazer progressos, mas isso nem sempre acontece, o que tende a desiludir algumas franjas da população.

"Essa insatisfação manifesta-se em atitudes políticas muito estridentes que muitas vezes expulsam partes da população, e abraçam particularmente a mensagem dos partidos de extrema-direita", afirma.

Casas-Zamora encoraja a defesa dos pilares das sociedades democráticas, tais como a imprensa livre, eleições justas, e mecanismos de equilíbrio e defende que é preciso continuar a expandir e renovar a democracia, através de iniciativas como assembleias de cidadãos ou ativismo juvenil.

Em todo o mundo há exemplos de resiliência: Ucranianos que resistem à agressão da Rússia; mulheres iranianas que lutam contra uma ditadura teocrática, ou cidadãos chineses que protestam contra a política de combate à pandemia de Pequim.

Mas o relatório é claro e preocupante: o estado global da democracia é frágil e não melhorou nas últimas três décadas, metade dos governos democráticos em todo o mundo estão em declínio, enquanto quase metade de todos os regimes autoritários se agravaram. Há padrões preocupantes mesmo em países com níveis de desempenho médios a elevados de padrões democráticos.