UE promete resposta às "distorções" de lei dos EUA

Access to the comments Comentários
De  euronews
Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia
Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia   -   Direitos de autor  Mindaugas Kulbis/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.

A União Europeia promete uma resposta "apropriada e bem calibrada" às "distorções" criadas pela Lei da Redução da Inflação dos Estados Unidos da América.

Segundo a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, a resposta dos 27 vai assentar em três pilares: flexibilização das regras de ajuda pública, procura de fontes de financiamento comunitário e cooperação com as autoridades norte-americanas em questões essenciais para a economia verde.

"Temos de tomar medidas para nivelar as regras do jogo onde a Lei da Redução da Inflação e outras medidas criam distorções. Por outras palavras: temos de fazer os nossos trabalhos de casa aqui na Europa e, ao mesmo tempo, temos de trabalhar com os Estados Unidos para mitigar as desvantagens competitivas", diz von der Leyen.

A medida de Washington prevê mais de 350 mil milhões de euros em investimentos relacionados com as alterações climáticas para financiar a construção de fábricas, moinhos de vento e painéis solares, e incentivos para a compra de veículos elétricos, desde que sejam "made in USA".