This content is not available in your region

Okean Elzy: Rock ucraniano esgota Olympia de Paris

Okean Elzy: Rock ucraniano esgota Olympia de Paris
De  Ricardo Figueira  com Iryna Tymchyshyn

<p>Os <a href="http://www.okeanelzy.com/en/">Okean Elzy</a> são uma das mais conhecidas bandas ucranianas de rock. Em digressão europeia, o grupo, que celebrou no ano passado 20 anos de carreira, teve lotação esgotada no Olympia de Paris.</p> <p>A jornalista Iryna Tymchyshyn esteve lá e conversou com o vocalista e líder Svyatoslav Varachuk, nomeadamente sobre a influência que a música teve no <a href="http://pt.euronews.com/2015/02/10/leste-ucraniano-as-datas-de-um-conflito-sangrento/">movimento popular da praça Maidan</a>, que resultou na queda do anterior governo ucraniano e no atual conflito entre a Ucrânia e os rebeldes pró-russos: <strong>“Nunca pensei que as minhas canções fossem um dia entoadas pelos soldados na linha da frente. Quando estou a compor não penso nisso, simplesmente componho. Fazer música é como ter um canal aberto com Deus, é como se Ele tivesse posto aquela música na minha cabeça. Se aquelas pessoas que lutaram pela liberdade precisavam da minha música, talvez isso queira dizer que essa era a vontade de Deus”.</strong></p> <p>Uma das canções do oitavo e mais recente álbum do grupo, <a href="http://www.okeanelzy.com/en/music/zemlya/">Zemlya</a> (Terra) é Stina (Muro). Para Svyatoslav, a melhor forma de derrubar muros é melhorando a vida de todos: <strong>“O único caminho é melhorar a vida da Ucrânia e dos ucranianos todos os dias. Fazer reformas, mudar as regras do jogo e fazer com que as histórias de sucesso apareçam. O sucesso dá ao país a força de que precisa para vencer qualquer guerra, seja moral, material, militar ou diplomática. Isso está nas nossas mãos”.</strong></p> <p><iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/QQMs6sa1HLs" frameborder="0" allowfullscreen></iframe></p> <p>Os Okean Elzy atuam no dia <a href="http://www.agendalx.pt/evento/okean-elzy#.VSUKDKAVZJw">11 de abril na <span class="caps">MEO</span> Arena, em Lisboa</a>. A <a href="http://www.okeanelzy.com/en/billboard/">digressão</a> inclui também datas em Itália, Alemanha, Áustria, República Checa, Israel, Bielorrússia e, claro, Ucrânia, com um novo concerto em Kiev no dia 18 de maio. O último na capital ucraniana, em junho do ano passado, juntou 70 mil pessoas.</p>