This content is not available in your region

'Crosscurrent': a poesia cinematográfica de Yang Chao

'Crosscurrent': a poesia cinematográfica de Yang Chao
De  Euronews

<p>“Crosscurrent” é fruto de muita dedicação do realizador Yang Chao. Depois de 4 anos em rodagem e mais de dois de edição, “Crosscurrent” teve finalmente a sua estreia no Festival de Cinema de Berlim. </p> <p>Este é um filme que conta a história de um jovem capitão que navega no seu barco pelo rio Yangtse. A história é como um poema de amor, que Yang Chao dedica ao rio mais importante da China.</p> <p>“Em primeiro lugar, existe uma grande tradição na poesia chinesa. Vários poetas chineses da dinastia Tang, mas também de outras dinastias, usaram uma variedade de abordagens para descrever e falar sobre o rio Yangtze. Penso ter conseguido transpor essa poesia para o cinema”, revela o realizador, Yang Chao. </p> <p>Durante a sua viagem, o jovem capitão descobre um livro de poesia escondido num compartimento do barco. Nos ecrãs vemos flashes de versos de poemas famosos da história da China. O herói do filme é ainda responsável por libertar a alma do pai que morreu recentemente. E a procura do amor da sua vida parece um objetivo <br /> difícil de alcançar. </p> <p>Esta odisseia do realizador Yang Chow mistura a vida diária na China com política e poesia, os mundos exterior e interior, elementos do real e do imaginário. </p> <p>“Crosscurrent” está na corrida ao Urso de Ouro do Festival de Cinema de Berlim. </p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">Up the stairs and into the screening the CHANG JIANG TU (CROSSCURRENT) crew arrive <a href="https://twitter.com/hashtag/Berlinale?src=hash">#Berlinale</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/Competition?src=hash">#Competition</a> <a href="https://t.co/rKzfbEEbC7">pic.twitter.com/rKzfbEEbC7</a></p>— Berlinale (@berlinale) <a href="https://twitter.com/berlinale/status/699344084436172800">15 fevereiro 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <h3>Maggie’s Plan</h3> <p>As mulheres estiveram em destaque, esta terça-feira, no Festival de Cinema de Berlim. Julianne Moore e Greta Gerwing são as protagonistas da comédia romântica “Maggie’s Plan” (“O plano de Maggie”, em tradução livre). Um filme escrito e realizado por uma terceira mulher, Rebecca Miller. </p> <p>Julianne Moore viveu durante alguns anos na Alemanha e esforçou-se para mostrar que ainda falava alemão: “Adoro Berlim. Que festival incrível. Adoro a Alemanha. Falo um pouco de alemão porque vivi em Frankfurt em adolescente”, diz a atriz, Julianne Moore. </p> <p><blockquote class="twitter-video" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/hashtag/JulianneMoore?src=hash">#JulianneMoore</a> on her role in MAGGIE`S PLAN. <a href="https://t.co/tJ0fNsapAI">pic.twitter.com/tJ0fNsapAI</a></p>— Berlinale (@berlinale) <a href="https://twitter.com/berlinale/status/699346748561604608">15 fevereiro 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Greta Gerwing conta-nos como foi trabalhar com Julianne Moore: </p> <p>“Ela é um mestre. É tudo. É uma das melhores atrizes que já vi trabalhar. Quando trabalha parece muito segura e ao mesmo tempo é destemida”, afirma Greta Gerwing.</p> <p>“Maggie’s Plan” conta a história de uma jovem de 30 anos que decide ter um filho sozinha e pede ajuda a um amigo para fazer uma inseminação artificial mas, no caminho, apaixona-se por um intelectual interpretado por Ethan Hawke, marido de Julianne Moore no filme. </p> <p>“Maggie’s Plan” participa na secção Panorama da Berlinale.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">Here she is: <a href="https://twitter.com/hashtag/JulianneMoore?src=hash">#JulianneMoore</a> at the premiere of MAGGIE`S PLAN. <a href="https://twitter.com/hashtag/Berlinale2016?src=hash">#Berlinale2016</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/BerlinaleMoments?src=hash">#BerlinaleMoments</a> <a href="https://t.co/iE3DGsa9yp">pic.twitter.com/iE3DGsa9yp</a></p>— Berlinale (@berlinale) <a href="https://twitter.com/berlinale/status/699299663959232512">15 fevereiro 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p>