This content is not available in your region

Comissão Europeia destaca dinamismo cultural de Lisboa

Comissão Europeia destaca dinamismo cultural de Lisboa
De  Rodrigo Barbosa  com LUSA

<p>Bruxelas felicita a atividade cultural em Lisboa. O <a href="https://composite-indicators.jrc.ec.europa.eu/cultural-creative-cities-monitor/media/c3monitor2017.pdf">primeiro relatório</a> do “Observatório das Cidades Culturais e Criativas”, <a href="http://europa.eu/rapid/press-release_MEMO-17-1804_pt.htm">nova ferramenta da Comissão Europeia</a>, põe em destaque a capital portuguesa, eleita como a cidade europeia da sua dimensão com mais “dinamismo cultural”, numa lista de 34 cidades que inclui, entre outras, Copenhaga, Amesterdão e Estocolmo.</p> <p>A primeira posição conquistada por Lisboa é devida, em grande parte, à efervescência das instalações e eventos culturais da capital.</p> <p>O Observatório destaca o facto de que, desde que foi Capital Europeia da Cultura, em 1994, Lisboa acolheu eventos como a Expo’98 e o Euro2004, que levaram a um grande desenvolvimento das atividades e infraestruturas culturais.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt" align="center"><p lang="pt" dir="ltr">Observatório das Cidades Culturais e Criativas é o resultado de projeto de investigação que abrange 168cidades em 30países <a href="https://twitter.com/hashtag/EUCreativeCities?src=hash">#EUCreativeCities</a> <a href="https://t.co/c618lArFIR">pic.twitter.com/c618lArFIR</a></p>— CEemPortugal (@CE_PTrep) <a href="https://twitter.com/CE_PTrep/status/882982161200156673">6 de julho de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p></p> <p>Desenvolvido pelo serviço científico interno da Comissão Europeia (o Centro Comum de Investigação), o “Observatório das Cidades Culturais e Criativas” fornece dados comparáveis sobre os resultados que as cidades europeias obtêm em nove dimensões – abrangendo a cultura e a criatividade – e realça o quanto esse desempenho contribui para o desenvolvimento social e para o crescimento económico e a criação de empregos.</p> <p>A ferramenta, que será atualizada a cada dois anos, foi construída em torno de três índices principais: “dinamismo cultural”, “economia criativa” e “ambiente propício”. O “dinamismo cultural” mede a vitalidade cultural de uma cidade à luz das infraestruturas culturais e da participação na cultura; a “economia criativa” reflete a forma como os setores culturais e criativos contribuem para a vertente do emprego, a criação de postos de trabalho e a capacidade de inovação; e o “ambiente propício” identifica os ativos corpóreos e incorpóreos que ajudam as cidades a atrair talentos criativos e a estimular o empenho cultural.</p> <p>(A versão interativa da ferramenta pode ser conquistada <a href="https://composite-indicators.jrc.ec.europa.eu/cultural-creative-cities-monitor/">aqui</a>)</p>