This content is not available in your region

A 25ª edição da Operalia com Plácido Domingo

A 25ª edição da Operalia com Plácido Domingo
De  Euronews

<p>Em 25 anos, Plácido Domingo tornou-o num evento incontornável. A Operalia, o concurso de canto internacional que mostra todos os verões as futuras estrelas da ópera, teve lugar no final de julho em Astana, a capital do Cazaquistão.</p> <p>“Estou muito orgulhoso desta edição e muito feliz por celebrarmos os 25 anos da Operalia – são as nossas bodas de prata! Espero continuar, enquanto estiver aqui e depois, a minha família, os meus filhos, os meus netos, vão continuar com este concurso”, diz Plácido Domingo.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="en" dir="ltr">Thank you all for sharing a wonderful night of singing at the <a href="https://twitter.com/hashtag/Operalia2017?src=hash">#Operalia2017</a> Finale! <br /> Congratulations to all the winners!<br /> Photos: Karla Nur <a href="https://t.co/vzsSHq2Ys1">pic.twitter.com/vzsSHq2Ys1</a></p>— Operalia Competition (@operaliacomp) <a href="https://twitter.com/operaliacomp/status/892103165079941120">31 juillet 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>A verdadeira revelação desta edição, a soprano romena Adela Zaharia, ganhou não só o primeiro prémio, mas também o prémio de Zarzuela, a operatta espanhola que embalou a infância de Plácido Domingo.</p> <p>“É um momento de euforia depois de uma incrível semana que foi entusiasmante – momentos interessantes, mas também muito trabalho, muita pressão, muito stress!”. “Estar entre os 40 finalistas da competição já é muito importante. Não entrei em nenhuma competição até agora, e eu queria saber exatamente onde estou, em comparação com outros cantores e conhecer os requisitos das grandes casas e dos grandes palcos”, conta Adela Zaharia.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="ro" dir="ltr">Soprana <span class="caps">ADELA</span> <span class="caps">ZAHARIA</span> a castigat Premiul intai la Concursul <span class="caps">OPERALIA</span> 2017, la categoria Cea mai buna voce… <a href="https://t.co/aKy3RvsBvF">https://t.co/aKy3RvsBvF</a></p>— RadioRomaniaCultural (@romaniacultural) <a href="https://twitter.com/romaniacultural/status/891667224007757827">30 juillet 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Na categoria de voz masculina, o júri ficou surpreendido com o tenor sul-africano Levy Sekgapane: “Entrei em quase todos os concursos – Belvédère, Montserrat Caballé e outros – e senti que estava a faltar alguma coisa no meu desenvolvimento relativamente à ópera e pensei que ainda precisava de participar na Operalia. Queria conhecer o Maestro Domingo e trabalhar com ele. Ele é o padrinho da ópera, do mundo da ópera! “</p> <p>Foi outro tenor, o italiano Marco Ciaponi, que ganhou o prémio Zarzuela. O público também pode votar. E votou na soprano Maria Mudryak e no barítono sul-coreano Leon Kim.</p> <p>“O júri é composto por diretores de teatro. Então vão contratá-los, com certeza. Hoje em dia é muito difícil encontrar um teatro onde não estejam vencedores ou finalistas da Operalia a cantar”, conclui Plácido Domingo.</p>