This content is not available in your region

Nova produção da ópera "Il Turco in Italia" no La Scala de Milão

Nova produção da ópera "Il Turco in Italia" no La Scala de Milão
Direitos de autor  euronews
De  Andrea Bolitho  & euronews

A nova produção da ópera "Il Turco in Italia" de Gioachino Rossini estreou no teatro La Scala em Milão. Rosa Feola e Alex Esposito incarnam os papéis principais da ópera do compositor italiano do século XIX.

"A primeira ária retrata o que ela pensa do amor. É aborrecido amar uma só coisa. Amemos tudo o que vemos! As flores, as borboletas e antes de mais, nós mesmas!", contou à euronews a soprano italiana Rosa Feola, protagonista da nova produção operática do Teatro La Scala.

euronews
A soprano italiana Rosa Feola no Teatro La Scala de Milãoeuronews

A Bela e o Monstro

A obra estreou em Milão em 1814. O libreto é da autoria de Felice Romani. Alex Esposito veste a pele do cavaleiro napolitano Don Geronio.

"Faz-me pensar na história 'A Bela e o Monstro'. No início, ele é mau, é o monstro. Mas, no final, mostra que tem coração e que ama a mulher", sublinhou o baixo barítono italiano Alex Esposito.

euronews

Ópera buffa, ópera séria

O encenador e realizador italiano Roberto Ando quis mostrar o sofrimento das personagens de Rossini. "É uma ópera muito especial com um lado de comédia e um lado sério. Por isso, é muito importante mostrar a melancolia desta ópera", sublinhou o artista italiano.

O baile de máscaras, no segundo ato, é um momento alto do espetáculo. "Rossini centra-se no Geronio, que está completamente perdido. Foi uma cena escrita para essa personagem, um homem que não compreende a mulher, para quem a mulher é um mistério", explicou o encenador italiano.

euronews

Um desafio vocal para Rosa Feola

Na ária final, a personagem feminina expressa remorsos. Para Rosa Feola, trata-se de um desafio vocal com uma função muito precisa. Não se trata apenas de mostrar as notas que sei executar. É uma forma de mostrar a tristeza e o dramatismo de um momento sombrio vivido pela personagem"

*Após a estreia, o espetáculo foi suspenso até dia 1 de março devido às medidas de prevenção associadas à epidemia de coronavirus.