This content is not available in your region

Londrina House of Fine Art apresenta doze artistas no feminino

Londrina House of Fine Art apresenta doze artistas no feminino
Direitos de autor  via AP video
De  Euronews

Doze artistas, mulheres de nove países, estão representadas numa exposição em Londres. "The Divine" exposta na House of Fine Art tem como objetivo dar voz às mulheres e lembrar a pouca representação de artistas femininas nesta indústria.

Susana Anaya, artista mexicana representada nesta mostra, dizia ser _"_fantástico" poder "representar todas (...) as mulheres «sem rosto» e sem nome que não tiveram a oportunidade de se exprimir, de mostrar o seu talento". Para esta jovem, elas são as suas "heroínas".

Muitas galerias, por todo o mundo, continuam a ter poucas artistas femininas representadas. Em 2018, 10% delas não representava nenhuma, de acordo com o Art market UBS global report lançado em 2019. 

Dados que dão o que pensar. Alex Pirinoli, chefe de vendas da HOFA, dizia que sentem _"_que é importante que as artistas e as suas contribuições para as artes, não só de um ponto de vista contemporâneo mas também historicamente, sejam reconhecidas".

Jane Sweet, colecionadora de arte, explicava que quando olha para a sua coleção, ela é maioritariamente composta por obras de artistas masculinos, que adora, mas é "importante incluir artistas femininas" porque o seu "trabalho é fenomenal".

E esta não é a única exposição que destaca as Mulheres na Arte. Na Dinamarca, "Women and Change" explora o que significa ser mulher hoje em dia, e a forma como as mulheres têm sido retratadas na arte ocidental, nos últimos 150 anos.