This content is not available in your region

Editora Jarring Effects comemora 25 anos de música independente

Jarring Fest em Villeurbanne
Jarring Fest em Villeurbanne   -   Direitos de autor  Frédéric Ponsard, euronews   -  
De  euronews

No bairro da Croix-Rousse, em Lyon, a editora Jarring Efects mantém a chama da música independente viva, incentivando os artistas a produzirem as suas músicas e a fazerem a música de que gostam. Para celebrar 25 anos de existência, a editora organiza um festival este fim de semana em Villeurbanne, Capital Francesa da Cultura 2022.

"A Jarring Effects, como a apresentamos em relação à nossa programação do Jarring Fest(ival), são 27 anos de "ativismo pela música". O que nos caracteriza é que não estamos à procura da música da moda ou mainstream, mas a defender os nossos artistas, o que amamos. Não estamos fechados em caixas. Pelo contrário gostamos de quebrar um pouco os códigos. É realmente uma abertura de espírito para acolher o máximo de artistas ao associar precisamente essa música eletrónica a estilos que vão do techno à música urbana, e também, diremos à 'música do mundo'", afirma o gestor da editora, Mr Mo. 

Entre os principais artistas da Jarring Effects, encontra-se a Sociedade Recreativa, do Brasil, "'áudio ativista" que se opõe fortemente a Bolsonaro.

No princípio, a editora começou por trabalhar com grupos de Lyon, como Le Peuple de L'Herbe ou High Tone, símbolo da música Dub, em França e na Europa, no final dos anos 90.

“Sempre trabalhámos com pessoas do bairro... é a base, mas ao mesmo tempo sempre quisemos abrir-nos ao cenário internacional e, em particular, os primeiros países com os quais trabalhamos foram a Bósnia e Herzegovina e a África do Sul. O eixo internacional e a cooperação entre, precisamente, todas as pessoas que defendiam uma nova forma de fazer música e outra forma de estar juntos... e procurámos diretamente essas pessoas em todo o mundo", diz Céline Frezza, diretora artística. 

São muitos os artistas que vão atuar no Jarring Fest, este fim de semana em Villeurbanne, incluindo um dos mais famosos DJs de Lyon, a DJ Flore, que vai partilhar o palco com a DJ Glitter55, juntando techno, house, dub e música de outros continentes.