This content is not available in your region

O ambicioso programa de reflorestação de Angola pinta o futuro de verde

O ambicioso programa de reflorestação de Angola pinta o futuro de verde
Direitos de autor  euronews   -  
De  Chris Burns  & Dinamene Cruz

Nesta edição de "Green Angola" visitámos a Província do Bié, no coração da República de Angola, onde as Forças Armadas Angolanas desenvolveram um programa empenhado na reflorestação do país. Através deste programa, plantaram mais de um milhão de espécies de árvores com o objetivo, a longo prazo, de reflorestar mais de 100 mil hectares de terras desflorestadas em todo o país.

Aposta nas mudas e na sensibilização

A maior parte de Angola é exuberante, verde e rica em agricultura, mas há zonas que necessitam de vegetação. Seguimos o aumento das mudas de árvores e a sensibilização para o reflorestamento em território angolano. É por isso que projetos de reflorestação na cidade de Chipeta - e em muitas outras - são essenciais. Milhões de mudas de diversas espécies de árvores dirigem-se para paisagens áridas para restaurar os habitats naturais.

euronews
Zona mineira a ser reflorestada como parte do projeto das autoridades angolanas para a reflorestação de zonas áridas verdes do país.euronews
Já plantamos 48 hectares. Temos oito de mogno africano e os restantes 40 são árvores de eucalipto, das diferentes espécies que temos aqui. (...) A questão das florestas demora muito tempo para se desenvolver. Estou a plantar hoje, mas são os meus filhos e netos que vão desfrutar destas plantas.
Esmeraldo Boaventura SAKULUKUSSO
Director Técnico, Produção Florestal

Avelina Catembo da Costa é responsável pela denominada área de adaptação, onde as mudas amadurecem antes de serem plantadas.

As plantas são constantemente monitorizadas durante, aproximadamente, um a dois meses antes de irem para um local específico. Precisam de tempo de adaptação, já que não vão ter os cuidados que receberam na estufa quando chegarem ao local definitivo.
Avelina da Costa
Agrónoma

Investigação e plantação

A operação inclui investigação e desenvolvimento, procurando novas variedades de árvores adequadas aos diferentes climas de Angola.

"Vamos realizar estudos relacionados com a variabilidade ou melhoramento genético de várias espécies. Temos estudos relacionados com a capacidade adaptativa de espécies exóticas dentro do nosso ecossistema angolano", adiantou o Chefe da Investigação e Desenvolvimento, Augusto Futi. O projeto em Chipeta pode ajudar a aumentar a consciência sobre a necessidade de reflorestação em Angola.

Chipeta será uma montra, já que muitas pessoas estão curiosas para saber o que é realmente a "Reforma da Reflorestação".
Augusto Futi
Chefe - IInvestigação e Desenvolvimento
euronews
Mudas a serem plantadas em diferentes zonas de Angola - Programa "Reforma da Reflorestação".euronews

Investigação – e plantação – exigem visão de longo prazo. Esmeraldo tem em vista a expansão em zonas produtoras de diamantes.

O nosso objetivo, um dia, é replantar vegetação na mina de Catoca, assim como noutras minas que existem nas províncias minerais de Lunda Norte e Lunda Sul.
Esmeraldo Boaventura SAKULUKUSSO

Aposta nos jovens e numa visão a longo prazo

Integrar os jovens nas próximas décadas de trabalho, também faz parte da visão de longo prazo."Os nossos filhos devem ter consciência da importância de "plantar", concluiu Augusto Futi.

Com este ambicioso programa dedicado à reflorestação do país, as Forças Armadas Angolanas estão a desempenhar um papel fundamental em tornar o futuro de Angola mais verde.