This content is not available in your region

Contratar pessoas com deficiência ainda é uma exceção

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Contratar pessoas com deficiência ainda é uma exceção

<p>À primeira vista, a empresa belga de embalamento de produtos Netko é como outra qualquer, mas tem uma particularidade: 200 dos 230 funcionários são portadores de deficiência. </p> <p>Há outras 122 empresas no país com a mesma política, vistas como bons exemplos a realçar no Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, celebrado a 3 de dezembro.</p> <p>A formação é essencial como explica uma das chefes de equipa, Chantal Heraut: “Quando comecei a trabalhar aqui recebi formação para depois formar os jovens que integram a classe de inserção na oficina. Ao fim de dois anos nessa classe, podem tornar-se funcionários, se assim o desejarem”.</p> <p>O tipo de deficiência dos funcionários é muito variado e a empresa recebe apoio financeiro do Estado. </p> <p>Mas esse é apenas um terço do rendimento, já que o restante provém da venda do serviço aos clientes, neste caso grandes supermercados.</p> <p>O gestor, Hughes Procureur, explica que “a vantagem para o trabalhador é que a função que ocupa foi adaptada especificamente às suas necessidades enquanto pessoa com deficiência. O salário vai dos 9,50 € aos 14,50 € brutos por hora”.</p> <p>São salários modestos, mas promovem autonomia e auto-estima. </p> <p>É, pelo menos, a opinião de Eddy Jacquet que está em formação numa oficina de carpintaria. </p> <p>Se as duas semanas à experiência correrem bem, poderá assinar um contrato.</p> <p>“Sentimo-nos menos úteis quando passamos a ter uma deficiência, porque achamos que nunca mais vamos conseguir emprego. Entendo que a maioria dos empresários não queiram empregar uma pessoa com problemas. Mas, no meu caso, que não posso estar de joelhos, estou satisfeito por ter encontrado trabalho”.</p> <p>Apesar de 15 países da União Europeia imporem quotas de contratação de pessoas com deficiência nos setores público e privado, raramente são preenchidas na totalidade.</p>