Como escolher os presentes mais seguros?

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Como escolher os presentes mais seguros?

<p>Pergunta de Paul, de Marselha, França:</p> <p>“Em vésperas do Natal, qual é a melhor forma de escolher jogos e brinquedos para oferecer? E o que fazer se houver um defeito ou o presente não agradar?”</p> <p>Resposta de Raphaële Tavernier, jornalista da euronews:</p> <p>“Antes de mais, as regras de segurança dos brinquedos e dos jogos são as mesmas a nível europeu. Ou seja, tanto em Portugal, França, ou nos outros Estados-membros, há um certo número de critérios para cumprir as normas de qualidade.</p> <p>A primeira coisa a fazer na altura da compra é certificar-se da existência da etiqueta ‘CE’. Este símbolo garante que o produto respeita as normas definidas pelas autoridades europeias. Em segundo lugar, é preciso verificar para que idades se destina o jogo ou brinquedo, para comprovar se este se adapta à criança à qual se destina, sobretudo se esta tiver menos de 3 anos.</p> <p>Outro fator importante: ler com atenção as recomendações e avisos que constam na embalagem do produto. Evite os produtos que não tenham estas informações ou que não estejam traduzidas na sua língua. Se o brinquedo ou jogo apresentar algum defeito, utilize a garantia que passou a ser, no mínimo, de dois anos. Isto é válido para todos os produtos comprados na União Europeia, quer em loja, quer pela internet.</p> <p>Se o produto não agradar à pessoa destinada, há duas possibilidades: se o comprou online, por exemplo, dispõe de um prazo de 14 dias para o devolver; se foi numa loja, a regulamentação europeia não prevê uma resposta. Cabe ao comprador negociar diretamente com o vendedor.”</p> <p>Se quiser colocar uma questão no Utalk, clique na ligação abaixo</p>