This content is not available in your region

Mortalidade rodoviária na UE baixou, em média, apenas 1%

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva  com LUSA
Mortalidade rodoviária na UE baixou, em média, apenas 1%

<p>A taxa de mortalidade rodoviária em Portugal baixou 3% em 2014 face ao ano anterior. </p> <p>O resultado fica acima do 1% verificado, em média, na União Europeia (UE). </p> <p>No ano passado morreram mais de 25 mil pessoas nas estradas do espaço comunitário.</p> <p>Malta, Reino Unido, Suécia e Holanda têm as taxas mais baixas. </p> <p>O inverso verifica-se na Bulgária, Roménia, Letónia e Lituânia. </p> <p>A redução de apenas 1%, face aos 8% conseguidos em 2013 face a 2012, levou a comissária europeia para os Transportes, Violeta Bulc, a dizer que “é um sinal de alerta”. </p> <p>“Pretendemos criar, pela primeira vez, uma meta para a redução de feridos graves resultantes de acidentes de viação e vamos definir uma estratégia para cumprir esse objectivo”, acrescentou Violeta Bulc.</p> <p>A UE está longe de cumprir a meta de reduzir para metade as mortes na estrada entre 2010 e 2020.</p> <p>Mas Portugal, Espanha e Grécia são considerados bons exemplos por terem reduzido em cerca de 30% a taxa de mortalidade, desde 2010.</p> <p>A média europeia é de 51 mortos por milhão de habitantes (59 em Portugal).</p>