Turquia diz à União Europeia para não "distinguir" entre grupos terroristas

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva  com LUSA E AFP
Turquia diz à União Europeia para não "distinguir" entre grupos terroristas

A União Europeia e a Turquia abriram, esta quinta-feira, o capítulo sobre provisões financeiras e orçamentais do pacote de negociações para a adesão daquele país.

Não devemos distinguir entre organizações terroristas, sejam o PKK, o Daesh ou a Frente Al-Nusra

Contudo, face ao recente atentado no aeroporto de Istambul, o ministro dos Negócios Estrangeiros turco fez questão de sublinhar a necessidade de lutar contra todos os grupos radicais.

Mevlüt Çavuşoğlu disse que “o terrorismo não faz qualquer tipo de distinção sobre os alvos e, sendo assim, também não devemos distinguir entre organizações terroristas, sejam o PKK, o Daesh, a Frente Al-Nusra ou outras organizações terroristas semelhantes. Todos são inimigos da humanidade e dos nossos valores”.

O PKK é o grupo curdo separatista da Turquia, que alguns poderes ocidentais consideram possível aliado na luta contra o Daesh.

A correspondente da euronews em Bruxelas, Gulsum Alan, refere que “o chefe da diplomacia turca quer intensificar as relações com a Eslováquia, que assume em julho a presidência rotativa da União Europeia. O ministro considera que as negociações podem ser aceleradas durante o segundo semestre”.