This content is not available in your region

"Para se fazer política tem de se amar as pessoas", disse Juncker a jovens Youtubers

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva
"Para se fazer política tem de se amar as pessoas", disse Juncker a jovens Youtubers

<p>Só podia acabar com uma selfie aquela que foi a primeira entrevista do presidente da Comissão Europeia com três criadores do Youtube.</p> <p>Um dia depois do seu discurso sobre o estado da União Europeia perante os eurodeputados, Jean-Claude Juncker foi questionado sobre os temas mais relevantes para a juventude europeia.</p> <p>Houve momentos para beijinhos, típicos de quando Jean-Claude Juncker quer mostrar afeto; mas também perguntas difíceis como a relativa às considerações éticas no recente contrato do anterior presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barrosos, como o banco Goldman Sachs.</p> <p>Juncker respondeu que “disse que não havia problema que ele assumisse funções num banco privado, mas não aquele, porque o Goldman Sachs foi um dos que contribuiu, conscientemente ou não, para o surgimento de uma enorme crise financeira e económica de 2007 a 2009”.</p> <p>Os jovens também fizeram perguntas sobre terrorismo, emprego, refugiados, entre outras. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">.<a href="https://twitter.com/JunckerEU"><code>JunckerEU</a> face-to-face with 3 YouTube stars. Missed it? Watch it now: <a href="https://t.co/1ZRYZ60aS6">https://t.co/1ZRYZ60aS6</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/AskJuncker?src=hash">#AskJuncker</a> <a href="https://t.co/hDw2bd3xIU">pic.twitter.com/hDw2bd3xIU</a></p>&mdash; euronews (</code>euronews) <a href="https://twitter.com/euronews/status/776388119289536512">September 15, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Sobre o que é preciso para ser um bom político, Juncker disse que “não se deve presumir que se pode fazer bem política se não se gostar de pessoas, se não as amar-mos. Tem de se gostar de pessoas, amar muitas pessoas”.</p> <p>A entrevista na íntegra, destaques e comentários nas redes sociais estão disponíveis no site da euronews.</p>